O despertar…

Tempo de leitura: 3 minutos

Viva!!

Este é o primeiro post no meu novo projeto Ciência e Consciência baseado num texto em inglês que recebi de uma pessoa muito especial chamado “Awakening is a destructive process” (O despertar é um processo destrutivo).

Bem, muito tem sido dito a respeito do “despertar” — o famoso “cair na real”.

Até aí, tudo bem.

O problema é que “despertar” não significa literalmente acordar de um dia para o outro, ligar as luzes dos chakras e sair pelas ruas brilhando como se todos conseguissem enxergá-los; porém, é lidar com a “realidade como ela é” — o que significa lidar com a vida (e com você mesmo) nua e cruamente, e não maquiada com a mais nova linha do makeup da Kylie Jenner.

Digamos que, encarar essa grande Verdade, é como encarar-se, face to face, e, portanto, é “crer” que há alguém mais evoluído dentro de si, para então melhor “se ver”, ao invés de superficialmente ver para crer… E há algo muito especial nesse tipo de inversão, penso eu (sobre esse efeito espelho, olha o vídeo legal que encontrei no Youtube).

Como coloca o texto: “deve-se ter coragem, discernimento e muita honestidade para caminhar nessa estrada em direção à verdade e consequentemente a uma liberdade individual. E muitas pessoas não têm isso… Como sociedade, fomos enfraquecidos e programados desde a infância a sermos partes do rebanho e assim nos unimos a outras almas iludidas que fazem o mesmo. Por isso, o despertar demanda um tipo de indivíduo disposto a quebrar paradigmas e paradoxos profundos no intuito de descobrir o seu verdadeiro Eu.” (tradução não-literal)

Pessoalmente, o meu processo tem sido complexo e rico neste sentido, mas, igualmente, duro e desgastante. Percebi que o caminho possui variados graus de dificuldades e necessita de bastante humildade (eita palavra linda e poderosa!), pois, durante o processo, quando eu sentia que havia vencido uma barreira e me gabava por isso, aparecia outra mais difícil que me fazia enxergar as coisas sob uma nova perspectiva — o que, no final das contas, fez com que eu não me gabasse mais… por nada!

Hoje, permito que as coisas se apresentem e vou sempre desenhando uma nova visão à minha realidade, sempre mais expandida do que a anterior.

Enfim, não sei se temos opção de que esse despertar não aconteça. Acho que é impossível fugir ou se esconder dele, que te abocanha quando você menos espera e nhac! No entanto, deve-se encará-lo com a cara limpa e com toda a coragem possível porque, quando vem, vem com velocidade total para quebrá-lo(a) em pedacinhos, mas se você ficar firme e forte, pode nascer daqui a integridade (outra palavra linda!) que irá te trazer valores altíssimos de vida.

Talvez tenha a ver com evolução espiritual, karma, dharma…. sei lá. Do que sei é que, se acontecer com você, faça o melhor que puder, traga calma à sua alma, pois abrir o véu desta grande Realidade que ultrapassa aquilo que a tv mostra, a publicidade vende e o que alguns pregam (e não praticam), é coisa de guerreiro teimoso mesmo!

E isso abre uma oportunidade incrível para o autodesenvolvimento…. coisa de gente grande mesmo, saca?

Ou seja, viver sem hipocrisia não é para todos, porém, se esses poucos fincarem os pés no chão e crescerem em sua consciência individual (e consequentemente coletiva), maior é a possibilidade de sucesso nesse galgar. Ademais, pelo que se diz por aí, a realidade física é ínfima perto da realidade metafísica… e é lá que devemos focar atenção — aqui é só o meio, não o fim. E, um dia, tudo se justificará, tanto aqui quanto lá. Tenha certeza disso.

Sem querer me alongar muito no assunto, vou ficando por aqui com a descrição do que o texto coloca como sendo “iluminação”:

“uma rendição completa, um processo de auto-honestidade brutal. É um caminho de completa aceitação da verdade, não importa quão difícil seja suportar.”

Se você souber inglês, deixo o link para que possa se deliciar com uma boa leitura…

1 comentário

  1. sem nome

    Recebi essa mensagem via whatsapp e transfiro para cá. Nao conheço o autor mas é material singular para quem começa a despertar:

    EVOLUIR

    “Quando você começa no processo do despertar da consciência muitas coisas acontecem. Uma enorme sede por conhecimentos e você não quer mais que os outros façam por você. Você quer entender o processo da cura e fazer. Você quer que os véus das ilusões sejam retirados.
    Mas ninguém te fala o quanto isso machuca, ver a realidade e não poder fazer quase nada porque 98% da população vive na ilusão e defendem com unhas e dentes essa realidade.
    Ninguém te conta que você ficará de frente com as suas sombras com o lado mais escuro do seu inconsciente justamente para transcender tudo aquilo e entender que tudo está certo. Ninguém te conta que na medida que você evolui e ajuda outras pessoas você sofrerá muito mais ataques espirituais.
    Você começa a mudar seu estilo de vida, sua alimentação e ninguém te conta o quanto será julgado, criticado por isso.
    Ninguém te conta que seu organismo irá rejeitar inúmeros alimentos que você consumia naturalmente. Ninguém te conta que você poderá engordar loucamente sem comer quase nada. Ninguém te conta que você irá perder os seus “amigos” simplesmente porque as frequências não batem mais. E se ver completamente só. Ninguém te conta que o silêncio será música para seus ouvidos e que a solidão será sua mais prazerosa companhia. Ninguém te conta que você poderá acabar com seu casamento de anos, ou seu relacionamento de conto de fadas porque não há mais compatibilidade de energias, há um distanciamento de realidades entre o casal. Ninguém te conta que nesse processo você começa ativar a glândula pineal e isso dói, que os zumbidos nos ouvidos são enlouquecedores até conseguir controlar e entender esse processo. Ninguém te conta que você começa ativar a energia da kundalini, e você acha que agora sim está enlouquecendo que é o fim da linha para você.
    Mas com os anos descobre que ativou essa energia, e que agora ela está ativada no seu chakra coronário, dando a possibilidade de se comunicar com outras raças extraplanetarias e outras galáxias.
    Ninguém te conta que seu sono fica virado do avesso até você entender o porque disso e começar a usar ao seu favor. Ninguém te conta que sua vida nunca mais será a mesma e que nesse processo não se retrocede somente vai em frente. Ninguém te conta que é por tudo isso que você está aqui reencarnado nesse período tão importante da transição planetária.
    Seu despertar é muito importante, não para mim, mas sim para você que é único e peça fundamental desse jogo chamado Vida
    E por fim ninguém te conta que todo esse processo é a chave da sua ascensão.
    Seja luz dentro da sua escuridão.
    Comecem a se olhar com mais amor, compaixão e perdoem-se mais.”

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *